Skip to content

Cruzeiro inicia vacinação com Pfizer Baby em crianças de 6 meses a 3 anos

23/11/2022

13:42

 

Cidade recebeu 120 unidades; aplicação será no Centro de Saúde da rua 10, mas agendamento será feito nas unidades de saúde dos bairros

 

A Prefeitura de Cruzeiro, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), começa aplicar esta semana, a vacina Pfizer Baby em crianças entre 06 meses a menores de 03 anos (02 anos, 11 meses e 29 dias), com comorbidades.

 

Para a aplicação da primeira dose, a cidade recebeu 120 unidades da vacina contra Covid-19 Pfizer-BioNTech, disponibilizadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde. O baixo número de doses ofertados, abrange 38% da população dessa faixa etária, sendo necessário então, uma estratégia para aplicação.

 

De acordo com o fabricante, o esquema de vacinação dessas crianças (6 meses à dois anos, 11 meses e 29 dias) será feita em uma sequência primária de três doses. As duas doses iniciais devem ser administradas com quatro semanas de intervalo, seguidas por uma terceira dose administrada com, pelo menos, oito semanas após a segunda dose.

 

Por conta do número de doses enviadas, e pela preocupação do aproveitamento de 100% de cada frasco da Pfizer Baby, as aplicações irão ocorrer apenas no Centro de Saúde, na Rua 10. Sendo que para receber a dose, é necessário agendamento prévio, nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e ESFs (Estratégia de Saúde da Família), em toda cidade.

 

Além do agendamento, pais e responsáveis receberão todas as orientações necessárias, e poderão tirar todas as dúvidas quanto a essa nova fase da Campanha contra Covid-19.

 

Carlos Henrique Mendonça, coordenador da Vigilância Epidemiológica disse que a preocupação da cidade é realizar uma campanha organizada e que atenda primeiramente às crianças com comorbidade. Segundo ele, é preciso que a população entenda essa nova etapa de vacinação.

 

“Estamos cada vez mais progredindo na campanha de vacinação em nossa cidade, e agora com as duas novas sub-variantes da Ômicron, precisamos continuar vacinando, porque só com a imunização, teremos mais repostas positivas contra a doença”, finalizou.

 

Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Share on print
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter